Menina de 5 anos reclama de roupas da Gap e CEO acata críticas

Publicado em 02/05/2017

CEO responde à carta de menina que reclamou das diferenças entre roupas de meninos e roupas de meninas.

 

São Paulo – Roupas rosas e com imagens de princesas são de meninas. Roupas azuis e com carros ou foguetes são de meninos. Certo? De maneira alguma.

 

Alice Jacob, uma menina americana de cinco anos de idade, decidiu reclamar diretamente com a Gap sobre essa divisão ilógica entre “roupas de garotas e roupas de garotos”.

Em seis de março, Beth Jacob, a mãe de Alice, publicou uma carta no jornal The Washington Post onde descrevia a infelicidade da menina e da dificuldade em encontrar roupas em lojas.

 

A mãe também falou sobre como não tem mais sentido, em 2017, promover tal divisão absurda. Ela conta que marcas menores, “indies”, até possuem roupas menos “divididas”, mas elas são caras e poucas. Ela gostaria de ver esse avanço nas lojas de grandes marcas, como a Gap.

 

Veja o texto completo no link: http://exame.abril.com.br/marketing/menina-cinco-anos-reclama-roupa-gap-marca/